Lívia Cruz

Aos 31 anos, a cantora pernambucana Lívia Cruz consolidou-se como uma das principais expoentes da presença feminina no hip-hop brasileiro – um universo em que, ainda hoje, predominam as vozes masculinas. Compõe e canta desde os 14 anos, época em que participava de grupos de rap iniciantes de sua cidade natal, Recife.

Quando optou por seguir a carreira musical, Lívia Cruz decidiu mudar-se para o Rio de Janeiro, em busca de mais oportunidades na profissão. Passou a integrar o coletivo Brutal Crew e gravou sua primeira música, “Viúva rainha”. A canção lhe rendeu, em 2003, uma indicação ao Prêmio Hutuz, o maior festival de hip-hop com premiação da América Latina.

Como personalidade, Lívia Cruz representa a riqueza e a diversidade da cultura brasileira e do hip-hop. Gosta de luxo e das coisas simples da vida. Circula, com igual desenvoltura, no morro e no asfalto. Quer sossego, mas não foge da briga quando é instigada. Com estilo, criatividade e suingue, sua música é um convite para as pistas de dança, mas mesmo assim não deixa de transmitir mensagens e reflexões.

O carisma e o talento da cantora atraíram convites para participar de faixas compiladas em mixtapes, coletâneas de revistas de skate e músicas disponibilizadas na internet. Paralelamente a esses trabalhos, Lívia Cruz gravou seu primeiro EP, lançado em 2005. Dele, foi extraída a faixa “Mel e dendê“, que ganhou uma versão remix na mixtape Dinheiro, Sexo, Drogas e Violência, do grupo cearense Costa a Costa. A ótima repercussão da música também chamou a atenção de ninguém menos que KL Jay, DJ dos Racionais MCs, que a convidou para participar da mixtape Fita Mixada – Rotação 33, lançada em 2008, em CD e DVD.

Em 2009, o trabalho de Lívia Cruz foi reconhecido pelo Prêmio Hutuz, que a premiou na categoria “Melhores demos femininas da década”. No mesmo ano, com o videoclipe da música “A cartomante” concorreu no bloco Garagem do Faustão, passando para a segunda fase com 60% de aceitação do público e tendo seu trabalho retratado em várias matérias jornalísticas.

Cerca de sete meses antes de uma mulher ser eleita, pela primeira vez, para a Presidência da República, em abril de 2010 Lívia Cruz lança o single “Protagonista“. Nesta faixa, Lívia Cruz canta contra os papéis de “coadjuvante” que, ainda hoje, são delegados às mulheres na sociedade. E, de forma reticente, defende a capacidade de as mulheres também poderem ser protagonistas em diversas situações.

Com a faixa “Muito Mais Amor“, brilhante exemplo da musicalidade, Lívia Cruz dá nome ao primeiro álbum lançado em 2013 com uma rica diversidade de ritmos e temas abordados. O trabalho foi gravado em São Paulo onde a cantora reside atualmente.

Redes Sociais da Cantora

Álbum “Muito Mais Amor”

Contato Rápido

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar